8/29/2007

Vinte anos de ministério: comemoração dupla!

Na Estrada: Banda carioca Novo Som lança CD & DVD gravados ao vivo em Manaus

Alomara Andrade

Projeto ousado para comemorar 20 anos de ministério
Vinte anos de uma carreira musical sólida num país em que a pirataria tem silenciado tantas vozes merece uma comemoração memorável. Por isso, a MK Music lança o mais novo trabalho da banda carioca NOVO SOM - NA ESTRADA – AO VIVO EM MANAUS –, em DVD e CD, na mesma embalagem e pelo preço de um! É realmente para a data ser inesquecível, não apenas para o grupo, mas também para o seu público que vai poder conferir o primeiro trabalho da banda registrado em DVD.

Gravado em julho de 2006, no Olímpico Clube, em Manaus, NA ESTRADA tem produção e direção da MK Music, com direção artística de Marina de Oliveira.

Foram cinco dias de montagem para preparar o clube para o primeiro DVD gospel gravado em Manaus - tudo registrado no making of, claro. Concepção cênica e iluminação foram realizadas por Luiz Carlos Bimbão, que teve Eduardo Salino como assistente. E valeu cada esforço! No dia da gravação, uma verdadeira multidão lotou o Olímpico Clube para receber a banda carioca e, com ela, cantar grandes sucessos dos três últimos CDs lançados pela gravadora (Herói dos Heróis, Um Dia a Mais e Vale a Pena Sonhar). Foi uma noite memorável, com direito a solo de bateria antológico de Geraldo Abdo e a participação inesquecível de um público incansável.

A escolha da cidade não foi ao acaso. Alex Gonzaga (vocal), Mito (teclados e back) e Geraldo Abdo (bateria) têm uma relação afetiva com o lugar. Afinal, em Manaus está sediado o maior fã-clube da banda. Além disso, gravar um DVD ao ar livre por si só já era um diferencial que valia a pena o investimento. Para tanto, a MK Music enviou equipe formada por 15 profissionais do Rio de Janeiro. Ao todo, mais de 30 pessoas trabalharam diretamente para registrar o show que foi realizado por uma empresa conceituada de Manaus (a Seara Produção, de Rogéria Oliveira). “Não dava para ignorar essa afinidade entre a banda e a cidade. Apresentamos o projeto à gravadora e ela aceitou. O resultado realmente não poderia ter sido melhor”, compartilha Mito.

No repertório, 18 canções, sendo que a abertura foi composta exclusivamente para o projeto por Mito. E apesar de nenhum arranjo original ter sido refeito, é notória a vibração e a pulsação que fizeram toda a diferença na execução das canções – uma pegada bem mais forte é facilmente percebida. As baladas, claro, ainda mais românticas com interpretação incomparável de Alex Gonzaga. “Trabalhamos por quase um ano para a gravação desde DVD e tudo aconteceu exatamente como queríamos”, endossa Geraldo Abdo. “Meu Sonho”, “Vale a Pena Sonhar”, “Infinitamente”, “Sempre é Possível” e “Teu Choro” estão no repertório, claro. E “Pra Te Conduzir” é a primeira faixa de trabalho. A banda assina a produção musical.

Além das belas imagens pontuadas por performance impressionante da banda, o que chama muita atenção no DVD é realmente a sonoridade. Parte deste êxito deve-se também à seriedade da equipe técnica da banda e do desempenho de Joey Summer, na guitarra, e Charles Martins, no baixo. “Queremos agradecer a todos que nos apoiaram em Manaus e contribuíram para que realizássemos mais este projeto. Principalmente às pessoas que estiveram conosco, consolidando este ministério que é o Novo Som”, encerra o vocalista Alex Gonzaga. Agora, é só tirar a prova.

Fonte: Elnet

Liberdade para os sul-coreanos

Talibãs anunciaram que irão libertar os evangélicos mantidos em cativeiro

Juliana Miguel

Finalmente, parece que desta vez irá acabar o martírio dos 19 evangélicos sul-coreanos mantidos presos pelos talibãs no Afeganistão. A milícia Talibã anunciou nesta terça-feira, 28/08, que irá libertar, em breve, os missionários. Os reféns estão há seis semanas sendo feitos prisioneiros na Ilha de Ghazni, em troca da retirada dos 200 soldados de Seul antes do fim do ano, como já estava acordado mesmo antes do seqüestro. Depois de tantos problemas, a Coréia do Sul resolveu que irá impedir o envio de um grande número de missionários ao país.

O acordo entre os dois países foi selado durante uma reunião entre representantes do Talibã e do governo sul-coreano na cidade central de Ghazni. Os detalhes do pacto entre a milícia e o governo ainda não foram divulgados.

Vinte e três missionários sul-coreanos foram seqüestrados no último dia 19 de julho quando passavam por uma estrada entre Candahar e Cabul na Província de Ghazni, no sul do Afeganistão. Até que fosse acertada a negociação, os reféns sofreram com maus-tratos e ameaças de morte. Logo nos primeiros dias de negociações, dois prisioneiros foram mortos após terminar o primeiro prazo dado pelos talibãs para o cumprimento de suas exigências.

Há nove dias, duas mulheres que faziam parte do grupo de reféns foram libertadas em uma estrada da área rural do país e, na semana passada, a milícia ameaçou matar todos os outros prisioneiros do cativeiro se o governo não aceitasse a troca de prisioneiros.

Até então, o governo afegão se negava a atender as exigências dos talibãs, pois declaravam temer a repetição de outros seqüestros em série no país.

Fonte: Elnet

Eletrônicos afetam saúde dos jovens

Adolescentes britânicos dormem mal por causa de TVs e computadores, diz pesquisa

Juliana Miguel

Um estudo realizado pelo órgão britânico Sleep Council mostra que um terço dos adolescentes do país tem a saúde prejudicada por dormir menos que o suficiente. A pesquisa concluiu que isso ocorre porque os rapazes e moças têm dormido ao lado de equipamentos eletrônicos ligados, como aparelhos de televisão, computadores e celulares.

Os estudiosos analisaram mil adolescentes entre 12 e 16 anos. Nas entrevistas, 33% dos jovens disseram que dormem cerca de quatro a sete horas por noite. Os pesquisadores que analisaram o problema afirmam que o mínimo recomendado pelos especialistas é um sono de oito horas. Além disso, cerca de um quarto dos adolescentes entrevistados admitiu adormecer, com freqüência, assistindo à TV ou ouvindo música.

A pesquisa também constatou que dos meninos com idade entre 12 e 14 anos, 58% têm em seus quartos aparelhos de telefone, televisão, som e videogame. De acordo com o médico Chris Idzikowski, da clínica de sono Edinburgh Sleep Centre, na Escócia, esta estatística é preocupante, pois o que está acontecendo atualmente é o surgimento do ''Sono Junk", ou seja, o sono que não tem qualidade para alimentar o cérebro do jovem.

Os cientistas insistem em alertar para esse problema, pois descobriram que o pouco sono gera alterações nos hormônios do corpo humano e podem levar o organismo a depender de alimentos que produzem um excesso de energia, como os açucarados ou ricos em amidos.

Fonte: Elnet

8/22/2007

Missões são vetadas em Israel

Pastor e sua mulher são expulsos do país por pregarem o amor de Cristo

Viviane Chaves

Um pastor americano foi expulso de Israel com a esposa. O casal, que trabalha há quase 20 anos no país, recebeu uma ordem para que deixasse o local em 14 dias. Segundo a agência de notícias BosNewsLife, os evangélicos foram expulsos pelo envolvimento com o trabalho missionário.

Ron Cantrell, 59 anos, e sua mulher, Carol, de 54 anos, dirigem um grupo pequeno chamado “Shalom, Shalom Jerusalém” há quatro anos. Antes disso, Ron trabalhou em uma organização evangélica por 14 anos. Os filhos do casal se casaram com israelenses e, por isso, conseguiram nacionalidade no país.

Ron Cantrell recorreu, mas o pedido de permanência em Israel foi negado. Na última sexta-feira, 17/08, oficiais do Ministério do Interior disseram ao “Jerusalem Post” que o casal estava se dedicando ao trabalho missionário. A prática cristã de missões não é permitida entre os judeus.

O pastor negou exercer trabalho missionário no país. Segundo ele, a única obra que realiza é a arrecadação de dinheiro para Israel e projetos sociais que atendem novos imigrantes.

O caso preocupou cristãos estrangeiros que trabalham em território israelense. Atualmente, grupos judeus ortodoxos têm intensificado a perseguição contra evangélicos. Mesmo assim, existem igrejas cristãs que pregam sobre Jesus entre os judeus. Muitas vezes, clandestinamente.

Ainda não se sabe se Ron Cantrell e sua esposa Carol poderão voltar a Israel depois da expulsão.

Fonte: Elnet

8/20/2007

Cantora Jafia Santos - Lançamento do CD Além do Céu Azul

Lançamento do CD da cantora Jafia Santos, quando tinha 7 anos ela gravou este CD que foi e é um sucesso, Deus tem abençoado o ministério de louvor de Jafia, e por onde ela passa Deus a tem honrado.

Jafia Santos - Além do Céu Azul

Pastor Luiz Antonio - Revelação Sobre o Acidente da TAM

Na mensagem pregada no Gideões 2007, Pr. Luiz Antonio testifica que foi arrebatado, foi até o céu e pode presenciar muitas pessoas mortas! Pastor Luiz Antonio estava no vôo JJ 3054 da TAM...



8/13/2007

Jessyca, a mais nova integrante da família MK

Cantora já está em estúdio e conta com o apoio de Marina de Oliveira e Marquinhos Menezes


Jessyca nos Estúdios da MK Music


Ana Cleide Pacheco

Na tarde da última quarta-feira, 1º/08, os estúdios da MK foram palco de muita comemoração. Tudo porque a mais nova contratada da empresa, Jessyca, finalizava o trabalho que, em breve, estará em todas as lojas do país. Mas se hoje essa jovem, dona de uma linda voz, está realizando o sonho de gravar um CD para que seu ministério alcance outros jovens, o poder e o agir de Deus foram os grandes responsáveis. Na verdade, sua chegada à família MK pode ser caracterizada como um milagre.

Tudo começou quando o grupo Voices viajou para Goiás e, no meio da viagem, Lilian Azevedo e Eyshila comentaram com Marina de Oliveira que Jessyca havia gravado um CD que tinha ficado lindo. Diante da insistência das amigas em falar sobre o assunto, Marina perguntou quem era essa pessoa de quem falavam tanto e que ela não fazia a menor idéia de quem fosse. As amigas não acreditaram que ela não soubesse que a Jessyca em questão não era uma jovem qualquer e, sim, a filha da Márcia, responsável pela agenda do Voices e da própria Marina. "Confesso que fiquei meio tonta com a informação. Como assim? A Márcia tinha uma filha cantora, que estava gravando CD e nem havia comentado comigo?! Mas entendi quando a Eyshila me explicou que, por solicitação da própria Márcia, o assunto não deveria chegar ao meu conhecimento, pois não queria que eu achasse que se tratava de uma armação", afirmou Marina.

Depois dessa revelação, porém, Marina não conseguiu esquecer a história e, quando o grupo retornava ao Rio de Janeiro, ela acabou pedindo ao Helivelton Horst – tecladista da Liz Lanne que acompanha o Voices em alguns eventos e é o produtor do CD da Jessyca – para lhe mostrar o que a jovem havia gravado. "Quando ouvi o CD, fiquei encantada e muito impactada. Decidi levá-lo para ser apreciado pela direção da empresa, mas pedi às meninas que não comentassem com a Márcia, pois não queria gerar expectativas que pudessem ser frustradas, já que a decisão não cabia a mim".

E assim fez Marina. Mostrou o trabalho a Yvelise de Oliveira que, no instante em que ouviu o CD, aprovou e se apaixonou pela bela voz da jovem. "O que mais me surpreendeu foi que, desde o momento em que tomei conhecimento do CD e que o ouvi, senti uma enorme vontade de mostrar aquele trabalho pra minha mãe. Isso nunca havia acontecido nesses 20 anos, porque eu simplesmente não me envolvo nessas questões. Tenho certeza de que tudo estava debaixo da vontade e direção de Deus".

Paralelo a essa negociação, uma outra gravadora já havia se interessado e queria negociar a contratação da cantora. Todo o Voices, a Márcia e a própria Jessyca oraram e pediram ao Senhor direção. E, como está escrito no livro de Mateus 7.8 – "Porque aquele que pede, recebe" –, Deus direcionou todas as coisas, levando-as à decisão de aceitar o convite da MK e receber um carinho superespecial de Marina de Oliveira. "Pode-se dizer que a Jessyca foi adotada por mim e ela é muito especial na minha vida. Espero que todos curtam bastante esse trabalho que está sendo desenvolvido com muito amor, pois já é uma bênção na minha vida. Ah, e continuem acreditando, porque milagres acontecem!".

O álbum conta com produção musical de Helivelton Horst e produção vocal de Marquinhos Menezes. Com 12 canções onde a mensagem do Evangelho é apresentada a adolescentes e jovens num ritmo moderno, o CD tem tudo para abençoar vidas e realizar o propósito da cantora, que é ganhar muitos jovens para Jesus. "O objetivo do meu ministério é falar do amor de Cristo e, com isso, ganhar almas para o Seu reino. Espero que esse CD seja um canal usado por Ele para que isso aconteça". Que assim seja!

Fonte: Elnet

Igreja Paranaense sofre atentado

Rapaz de 18 anos ateia fogo em templo evangélico por não gostar do barulho

Juliana Miguel

Na madrugada desta segunda-feira, 13/08, um jovem de 18 anos ateou fogo na Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Jardim Serrinha, localizada em Balsa Nova (PR). Emerson Brasiliano Camargo estava acompanhado por um amigo quando cometeu o crime. O rapaz alegou que o barulho dos cultos era um incômodo e, por isso, resolveu destruir o templo.

Além de colocarem fogo na igreja, Emerson e seu amigo, identificado como Djalma, também incendiaram uma casa vizinha, localizada a cerca de 200 metros do templo e que estava vazia. Os dois imóveis ficaram completamente destruídos.

As chamas fizeram tanto estrago que foram necessários três caminhões do Corpo de Bombeiros para apagá-las. Porém, mesmo com a ação dos bombeiros de Curitiba e de Campo Largo, a destruição foi total, mas o desastre poderia ser ainda pior, caso houvesse alguém nos imóveis. A igreja e a casa possuíam cerca de 80 metros quadrados cada.

Ainda não se sabe se os jovens pretendiam incendiar outros locais pois, na hora do incêndio, um morador da região acionou o Corpo de Bombeiros e a Polícia, que surpreendeu os incendiários em flagrante. Emerson foi preso e encaminhado para a delegacia de Balsa Nova, de onde foi levado para a delegacia de Campo Largo. De acordo com os policiais, o outro rapaz, que já foi identificado, conseguiu escapar.

Fonte: Elnet

Ex. Bruxo Tio Chico desafia o inferno e os profetas de Deus

Video gravado em maio de 2007


Testemunho Gilmar Santos


Marco Feliciano


Pr. Marco Feliciano - Prosperidade


Pr. Marco Feliciano - Familia


Pr. Marco Feliciano - Batismo com Espirito Santo


Pr. Marco Feliciano - Conselho para afastado


Ondas Abençoadas

Rádios comunitárias cristãs defendem-se da acusação de pirataria e reforçam seu papel evangelístico e social

José Donizetti Morbidelli
Jornalista e assessor de comunicação e marketing


“Que você tenha um dia maravilhoso, espetacular, abençoado!” É assim que, diariamente, o locutor e diretor Wilson Roberto Junior começa o programa Celebrai, transmitido por uma rádio comunitária de Heliópolis, região carente da zona sul de São Paulo. O caráter da emissora já é denunciado pelo próprio nome: é a Missões FM, cuja programação tem orientação evangélica. Ela é apenas uma entre as centenas de emissoras do gênero que operam na capital paulista. E esse número ganha proporções inimagináveis quando se pensa no resto do país. A maioria funciona em esquema quase artesanal, transmitindo dos fundos de residências ou de pequenas salas alugadas em edifícios comerciais. No caso das evangélicas, como a Missões, as transmissões também podem ser feitas de templos ou espaços nas dependências das igrejas.

Entende-se por comunitária a rádio sem fins lucrativos, administrada por um conselho da comunidade e voltada para a prestação de serviços à região onde se localiza. Outra característica é sua potência reduzida – máximo de 25 watts. Numa cidade com tantos edifícios como São Paulo, há rádios que não conseguem exceder seu sinal para além de 1 quilômetro, limite máximo imposto pela Lei 9.612/98, que regulariza – ou pelo menos tenta – a questão. Contudo, muitas vezes o alcance do sinal contradiz o que demanda a potência, podendo chegar a até uma área de 50 quilômetros, dependendo da localização da antena e da topografia da região. E é aí que reside o problema. Apesar do caráter das rádios que se dizem comunitárias ser eminentemente social, nem todas têm respeitado as determinações legais. Muitas faturam, e muito, com publicidade e promoções de todo tipo, sobretudo em anos eleitorais. Com isso, ganharam inimigos de grande poder de fogo como as principais empresas que controlam as comunicações no país, além da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão, a poderosa ABERT, órgão responsável pela defesa dos interesses dessas organizações.

“Nós não somos contra as rádios comunitárias, mas somos contra a ilegalidade. Se a emissora funciona em conformidade com o que diz a lei, não há problema algum”, defende Rodolfo Machado Moura, assessor jurídico da entidade corporativa. “Há muita rádio pirata que se diz comunitária. Para funcionar, uma emissora tem que ser autorizada pelo Ministério das Comunicações, cumprir todas as exigências e passar pelos trâmites legais”, lembra. O que realmente importa para muitos empreendedores do setor não é a capacidade da transmissão e a qualidade da programação, mas a contribuição para a melhoria nas condições de saúde, educação e cultura nas comunidades emergentes. No caso das evangélicas, a principal motivação é pregar a Palavra de Deus. Para evitar dor de cabeça, muitas rádios tendem a se instalar nas regiões mais carentes e distantes dos grandes centros urbanos e áreas consideradas estratégicas de comunicação, de maneira que não invadam a freqüência e interfiram no trabalho das chamadas emissoras oficiais.

Segundo a ABERT, no Brasil há aproximadamente 8 mil rádios oficiais e cerca de 3 mil comunitárias. Quanto às piratas, o número já passaria de 10 mil. Mas se, por um lado, o crescimento vem tirando o sono de grandes grupos do setor de comunicação, a maioria dos profissionais da radiodifusão brasileira vê com bons olhos esse trabalho, isso quando a emissora representa, de fato, os interesses e anseios das comunidades. No caso das evangélicas, que geralmente ocupam suas transmissões com cultos, pregações e música gospel, o termo “pirata” chega a ser recebido como ofensa. “Nosso trabalho é de natureza essencialmente espiritual e de prestação de serviços”, defende-se Moisés Ricardo, diretor e comunicador da Top Gospel, pequena emissora sediada em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. “É leviana essa precipitação em englobar todos no mesmo pacote.

” Embora opere em freqüência reduzida, a Top Gospel alcança três bairros da região, dependendo do horário. “Nossa rádio é mantida com ofertas e o pessoal todo trabalha como voluntário”, explica Ricardo. No seu entender, as rádios comunitárias representam a democratização do direito à opinião. “Aqui, divulgamos o trabalho de bandas iniciantes que jamais teriam espaço nas rádios comerciais”, comenta. “Temos programas de pequenas igrejas da região e abrimos nosso microfone para que os servos de Deus, por mais humildes que sejam, possam exercer seu ministério. E recebemos inúmeros relatos de conversões graças ao nosso trabalho”, comemora.

Fé e obras – Pastor da Assembléia de Deus de Taubaté (SP) e ex-locutor da extinta rádio Comunitária Filadélfia, Jorge de Souza Antunes mostra-se indignado com as críticas. “É preciso acabar com esse mito de que rádio comunitária derruba avião ou interfere na comunicação policial. Rádio comunitária só procura fazer bem ao próximo, ao contrário de rádio pirata, que não tem nome, endereço ou telefone.” Formado em teologia pela Escola de Educação Teológica da Assembléia de Deus, o pastor também defende as rádios comunitárias como importantes veículos de recuperação de vidas. “Além de tudo, elas têm alcançado presidiários com a mensagem do Evangelho e mudado muitas vidas. É só pesquisar nos presídios da região para ver quantos detentos foram transformados em cidadãos de bem a partir das mensagens transmitidas por essas emissoras”, destaca.

Por ser uma emissora voltada para a propagação da fé cristã, a Missões encontrou na Igreja Jerusalém Comunidade de Heliópolis a parceira ideal para colocar em prática o seu propósito. Todos os projetos sociais empreendidos pela congregação são prontamente apoiados pela rádio. Em sua sede, são ministrados cursos de alfabetização, espanhol, inglês e informática para pessoas de todas as idades, sem qualquer custo. Por meio de doações, moradores do bairro também usufruem de uma biblioteca, que atualmente conta com um acervo de mais de 2 mil títulos, entre livros didáticos, romances, conhecimentos gerais e, é claro, literatura cristã.

De acordo com Wilson Junior, que também é pastor, a rádio surgiu pela necessidade e o anseio da comunidade em ter acesso a boa música e informações referentes à região – segundo ele, o tipo de serviço que nem sempre interessa às grandes rádios. “Temos uma programação musical de qualidade, além de jornalismo, informações educativas de saúde e ainda dicas de eventos culturais. Ao contrário de outras emissoras que só trazem notícias ruins, nossa proposta é de apoio e incentivo aos ouvintes”, observa. Numa época em que termos como responsabilidade social são constantemente usados como estratégias de marketing pelas empresas, as rádios comunitárias parecem ter incorporado muito bem esse conceito. É o que acontece com a Missões, que opera há apenas dois anos mas já pode ser considerada “top” no quesito de utilidade pública e prestação de serviços.

Mesmo assim, Junior se queixa das dificuldades legais para o funcionamento de uma emissora do gênero: “O processo para conseguir licenciar uma rádio comunitária é demorado, a documentação é a mesma de uma oficial. O que diferencia é o propósito social e o alcance do sinal.” Além de ouvinte assídua, a psicopedagoga Denise Lemos Patrício da Silva também colabora com os projetos da emissora, ensinando espanhol e apresentando um programa semanal chamado Encontro de casais com Cristo, líder de audiência entre o público feminino da região. “A rádio contribui muito com a comunidade, seus louvores tocam os corações e isso ajuda a evangelizar as pessoas”, comenta. Ela própria já provou desse remédio quando se tornou voluntária, experiência que a levou a fazer o curso de Saúde na Comunidade voltado para radialistas, ministrado pela Universidade de São Paulo. “Eu vim a Jesus graças à música e ao envolvimento no trabalho social. A rádio também fez com que eu chegasse ao ministério de louvor”, orgulha-se. E a experiência positiva vivida por Denise incentivou seu marido, Fernando Ferreira da Silva, que ela mesmo chamava de “crente morno” a também se tornar membro da entidade. Atualmente, ele é o responsável pelo programa Evangelizando no esporte, que sempre apresenta em seus quadros a história de um craque do passado, recheado com resultado de jogos e mensagens bíblicas. Fernando Santista – como é conhecido, numa alusão ao seu time de coração – também é coordenador de esporte no bairro. “Antes eu estava envolvido com escolas de samba, mas depois que aceitei Jesus muita coisa mudou em minha vida. Encontrei amigos verdadeiros e até recebi homenagem pelo trabalho que realizo aqui com as crianças.”

Identificação com o ouvinte – O cantor, compositor e pastor pernambucano Armando Filho é outro que só tem elogios ao trabalho das comunitárias. Embora hoje seja um artista consagrado no meio evangélico – é autor, entre outros sucessos, de Nenhuma condenação há, O mover do Espírito e Cura-me –, Armando reconhece que o apoio de rádios de pequeno porte continua sendo fundamental para sua carreira. “Elas contribuem muito para a divulgação de minhas músicas pois, ao contrário das rádios oficiais, tocam por prazer e não visando apenas retorno comercial.”. Para ele, esse tipo de iniciativa é muito importante para o Reino de Deus. Com isso, a propagação do Evangelho acontece de uma forma muito mais abrangente. “A maioria das rádios oficiais atinge um grande número de pessoas e, por terem uma visão estritamente comercial, não atendem às necessidades de um determinado grupo. Ao contrário, numa rádio comunitária a participação do ouvinte é muito mais ativa e próxima, pois faz parte do seu convívio social”, faz coro o músico e pastor André Paganelli.

Atualmente responsável pelo programa Encontro pessoal, da rádio Trianon de São Paulo, que pertence ao Grupo Gazeta, o advogado e delegado de polícia Wellington Newton Marinho recorda quando iniciou sua carreira numa pequena emissora de Itapira, interior paulista. “Foi uma experiência muito gratificante. Considerando que o alcance de uma rádio comunitária é restrito devido a exigências legais, o contato com o ouvinte acaba se tornando mais íntimo e o retorno, mais rápido. O locutor conhece e se aproxima mais da realidade do bairro”, opina. Para o policial, as rádios comunitárias são importantes porque representam mais opções para os ouvintes. “As comunitárias não prejudicam as demais. O problema são mesmo as piratas e algumas que se dizem evangélicas mas invadem a freqüência de outras emissoras”, sentencia.

Para as gravadoras e cantores, principalmente os que atuam no segmento cristão, as rádios comunitárias evangélicas desenvolvem um papel preponderante para a divulgação. Mesmo que o alcance seja mínimo em comparação com as oficiais, elas realizam o que pode ser chamado de milagre da multiplicação – muitas vezes, a soma de seus ouvintes é de causar inveja a emissoras de grande porte. “É uma questão de identificação”, diz Luiz de Carvalho Neto, diretor artístico da gravadora Bompastor, de São Paulo. “Apesar do alcance limitado, elas têm um público muito fiel nas comunidades onde estão inseridas”, ressalta. Além disso, por serem entidades sem fins lucrativos, não costumam exigir o famigerado “jabá”. “O valor cobrado pelas emissoras oficiais inviabiliza a projeção de novos artistas, e acaba com a democracia que deveria existir nos meios de comunicação como forma de propagação da cultura”, conclui Neto.


Fonte: Revista Eclésia



8/10/2007

Com os Olhos da Fé

Bruna Karla lança seu quarto CD pela MK Music e promete abençoar vidas!



Angélica Dias Gomes


Bruna Karla, aquela menina linda e talentosa que começou a cantar com apenas três anos de idade, acaba de completar 18 anos. Como o tempo passa rápido! Com a nova idade, veio também o amadurecimento, característica evidente em seu novo álbum, o quarto CD pela MK Music Com os olhos da fé, que acaba de chegar às lojas. Mesmo sendo ainda muito jovem, a cantora iniciou seu ministério muito cedo e, por ter vivenciado muitas experiências, Bruna já pode falar com propriedade de temas como a fé, por exemplo.

Não só sobre fé, claro. No CD, Bruna também canta o amor, a presença e glória de Deus, além de falar sobre milagres e alertar sobre a necessidade da perseverança e dedicação na vida de todo cristão. A canção "Com os Olhos da Fé" foi escolhida como música de trabalho. Difícil foi decidir entre as 13 faixas que compõem o repertório. Segundo a Bruna, todas as canções foram selecionadas com carinho e debaixo da direção de Deus. "A escolha foi feita com muita oração e calma. Contei com a ajuda da minha querida amiga Cassiane (uma das principais cantoras gospel do país, casada com o produtor do CD), que esteve ao meu lado em todo o tempo, até durante a colocação de voz, quando compartilhamos experiências e vivemos momentos de alegria e comunhão".

Com os olhos da fé foi produzido por Jairinho Manhães, que volta a trabalhar com Bruna, e repete a parceria bem sucedida dos primeiros CDs da cantora, Alegria Real e Siga em Frente. "É maravilhoso trabalhar com Jairinho. Nos conhecemos há muito tempo, e temos uma comunhão vinda de Deus. Ele e Cassiane são amigos que Deus colocou na minha vida, me sinto muito à vontade e descansada, pois são pessoas usadas por Deus", afirma Bruna.

Ótimas expectativas para o novo trabalho não faltam. Afinal, no CD anterior, Vento do Espírito, Bruna recebeu seu primeiro Disco de Ouro - certificado pela Associação Brasileira de Produtores de Discos (ABPD). Para ela, a premiação é muito mais do que reconhecimento humano: "é mais uma promessa que Deus realizou e cumpriu na minha vida, significa que Deus é fiel e tem cuidado de mim", atesta. Mas esse está longe de ser o principal objetivo de Bruna. "Meu desejo é que pessoas sejam tocadas por Deus e que Ele possa aumentar a Fé de cada um para que, a cada dia, todos possam ter a certeza de que, quando Deus está no controle, a vitória é garantida".

Fonte: Grupo MK de Comunicação

Revelações Proféticas

A Bíblia Sagrada é o livro que tem o maior conteúdo de profecias
A Bíblia Sagrada é o livro que tem o maior conteúdo de profecias
Para muitos profecias vêm de Deus e para outras do diabo. Como discernir?

Ana Cleide Pacheco

Nos tempos do Antigo Testamento, Deus escolhia um homem e fazia dele um profeta, entregando-lhe mensagens para que fossem anunciadas ao povo. O profeta usado sempre carregava uma grande responsabilidade espiritual, pois era o homem que levava ao povo a palavra de exortação, bênção, castigo e tudo o mais que Deus queria que soubessem. Esses homens, apesar da grande intimidade que tinham com Deus, sempre foram perseguidos de várias formas, e chegavam a arriscar a própria vida para entregar a mensagem.

O fato é que Deus sempre se comunicou com os homens através de profecias, mas, assim como nos dias de hoje, naquela época também apareceram vários falsos profetas. Em Jr 14.14 diz: "Disse-me o Senhor: Os profetas profetizam mentiras em meu nome, nunca os enviei, nem lhes dei ordem, nem lhes falei; visão falsa, adivinhação, vaidade, e o engano do seu íntimo são o que eles vos profetizam".

Nos dias de hoje ouve-se falar muito em profecias. Visões e revelações têm sido constantes nas igrejas. Acontece que muitas pessoas acreditam e outras não. Algumas crêem que vêm de Deus e outras que vêm do diabo. Dois episódios chamaram muito a atenção da comunidade evangélica relativos ao acidente da TAM que vitimou cerca de 170 pessoas. Um dos episódios envolve um pastor evangélico da Assembléia de Deus que, durante a ministração de uma mensagem no mês de maio, ele descrevia uma visão que muitos associaram ao acidente da TAM. O outro fato é atribuído a um professor que se diz um visionário e que diz ter previsto o acidente e, inclusive, ter registrado em cartório todas as visões que teve. As opiniões se dividem. Deus ainda falar por meio de profecias?

No livro Atos dos Apóstolos, capítulo 2:17 - está escrito: "E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, Os vossos jovens terão visões, E os vossos velhos terão sonhos". Deus não é homem para mentir e a Sua palavra diz que Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente (Hebreus 13:8). Então, porque algumas pessoas não acreditam em revelações?

Para o reverendo Evaldo Beranger, da Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro, trata-se de um assunto delicado, mas a Bíblia dá alguns caminhos e indicações muito claras a respeito do assunto. "1 Coríntios, capítulo 12, que é um capítulo que fala especialmente acerca dos carismas e dons que Deus concede a seus filhos, discorre sobre isso. E no versículo 7 está escrito que as manifestações do Espírito são concedidas, a cada um, visando um fim proveitoso. Entre essas manifestações estão a palavra de sabedoria, conhecimento, profecias e interpretações. A primeira coisa que precisamos ter em mente é que Deus pode falar o que quiser porque Ele é soberano, mas não vai contradizer a sua própria palavra. Qual a finalidade de se sonhar com acidentes se não se tem idéia da data em que ele vai ocorrer? Se não se pode fazer nada para impedir a tragédia? As profecias bíblicas são direcionadas e elas sempre mostram a maneira de se evitar a tragédia. Quando Jonas foi enviado a Nínive, Deus disse a ele que em alguns dias a cidade seria destruída, a não ser que a população se arrependesse... Eu não creio que esses sonhos ou visões, em que você não pode fazer nada pra resolver, sejam de fato revelação divina".

Para a psicoterapeuta e master couch Eni Peniche, as revelações existem e Deus não se limita por nada. "Eu creio, profundamente, em profecia, pois vivi uma experiência tremenda que me foi revelada e marcou a minha vida. Sou uma das vítimas daquela tragédia que ocorreu em 1998 com o Edifício Palace II e, sete dias antes de acontecer, eu estava orando com um amigo, o pastor Jadiel, e Deus usou aquele homem para ministrar ao meu coração o que aconteceria. Até hoje lembro de suas palavras: 'Filha, seus olhos verão a minha glória e o dia está contado'. E mandou que eu meditasse no livro de Isaías, capítulo 54.11 e 14 (11 Tu, oprimida, arrojada com a tormenta e desconsolada, eis que eu assentarei as tuas pedras com todo o ornamento, e te fundarei sobre as safiras. 14 Com justiça serás estabelecida; estarás longe da opressão, porque já não temerás; e também do terror, porque não chegará a ti). Eu não pude evitar a tragédia, eu não sabia que o prédio ia cair – pois se soubesse, não ficaria lá –, mas Deus revelou. E quando acordei, de madrugada, com aquele estrondo, dentro do meu coração ouvi aquela voz: 'Filha, eu te avisei, estou no controle'. Eu senti uma paz... aquela que excede todo o entendimento. Eu e minha família saímos daquele caos bem e conseguimos retomar a nossa vida, isso com a ajuda do Senhor. Eu creio na Palavra de Deus, mas não acredito que a Bíblia limita Deus".

A Palavra de Deus afirma que Ele não é um Deus de confusão, e sim de paz. Então por que o povo discorda tanto quando o assunto é profecia ou revelação profética? Se Deus revelou sonhos a José e a Daniel, por exemplo, por que não revelaria nos dias de hoje? Para o pastor da Assembléia de Deus Ministério Kairós, da Tijuca (zona norte do Rio de Janeiro), as revelações têm seus propósitos. "Acredito que Ele revela por algum motivo específico e não por revelar. Ele não vai trazer nada que vá colocar temor no coração de uma pessoa. Eu acho muito pertinente abordar esse assunto, pois há muita meninice no nosso meio e as pessoas distorcem a Palavra de Deus, que é tão clara".

Alguém pode perguntar: "Se as revelações já estão reveladas e seladas na Bíblia, por que Paulo ensinou sobre o dom de profecias?" A resposta é que a palavra profeta significa "pessoa que anuncia". Se você quer ser um profeta, estude a Bíblia e anuncie as mensagens das Escrituras. A partir do momento em que você prega a Palavra de Deus baseado na Bíblia, você estará profetizando e entregando a mensagem de Deus como todo profeta de Deus sempre fez.

A pastora Solange Bello, da Igreja Batista Nova Ebenézer, que fica em Vicente de Carvalho (zona norte do Rio de Janeiro) acredita que as revelações vêm para ensinar e corrigir. "Creio que, nos últimos tempos, profecias e visões serão constantes. O que precisamos fazer, como servos de Deus, é discernir o que é do homem natural e o que vem do homem espiritual. E isso nos é dado através do Espírito Santo. A Bíblia fala, em todo tempo, sobre profecias. João Batista disse que viria um após ele, que batizaria com o Espírito Santo e com fogo. Palavra profética liberada sobre a vinda de Jesus. Creio que esse mesmo dom está disponível para a igreja do Senhor Jesus nos dias de hoje. Basta crer e buscar
".

Fonte: Elnet

8/08/2007

Mocidade Nova Aliança - Nova Olímpia

Alguns Integrantes em 2006 do Conjunto de Mocidade Nova Aliança da Igreja Assembléia de Deus Madureira de Nova Olímpia.


Abilio Santana X Mãe de Santo Parte 2

Pr. Abilio Santana continua contando neste video sobre uma mãe de santo que estava lhe provocando dentro do ônibus ela queria que ele desse lugar para ela. Vale a pena assistir e ver que sempre quando o inimigo tenta humilhar um cristão ele é sempre perdedor e humilhado...


Abilio Santana X Mãe de Santo Parte 1

Este é um dos videos mais pentecostais da internet, Pr. Abilio Santana relata uma luta espiritual com uma mãe de santo dentro de um ônibus... Acompanhe e veja que em todos os aspectos o inimigo é sempre perdedor e sempre é humilhado, principalmente quando mexe com um ungido...


Pregação sobre o Batismo nas águas

Mensagem pregada pelo Pastor Nelson Pinto da Igreja Batista CBM do Sul da Florida no batismo realizado no dia 25 de Fevereiro de 2007.


Pregação Pr. Gilmar Santos

Extremas mudanças do clima no mundo

Inundações, tormentas, ondas de calor e frio: recorde mundial em 2007

Juliana Miguel

A agência da ONU sobre o clima informou, nesta terça-feira, 07/08, que, desde o início deste ano, muitos países registraram números recordes de inundações, intenso frio, ondas de calor e tormentas. De acordo com o comunicado da Organização Mundial Meteorológica (OMM), só entre janeiro e abril de 2007, a temperatura global atingiu o maior nível da história.

O cientista da OMM, Omar Baddur, afirmou que, segundo cálculos, os termômetros tenham atingido 1,89 grau em relação à média de janeiro e 1,37 em relação a abril. Segundo ele, estima-se que na Europa as temperaturas de abril tenham aumentado em quatro graus.

O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU já havia alertado para um aumento considerável nos fenômenos extremos e, até agora, as condições climáticas só têm confirmado as previsões.

Essas bruscas mudanças têm sido cada vez mais assustadoras. De acordo com Baddur, o início deste ano foi muito ativo com relação às transformações do clima, e alguns dos exemplos preocupantes desse fato são: as inundações que ocorreram no sul da Ásia nas últimas semanas e que afetaram 30 milhões de pessoas; a atual onda de calor no sudeste da Europa; as fortes chuvas registradas em junho no sul da China; e o ciclone tropical Gonu no Mar da Arábia, que causou 50 mortes também no início de junho, atingindo o Irã e o Omã.

Fonte: Elnet

Igrejas brasileiras crescem nos EUA

Comunidades evangélicas brasileiras conquistam mais membros na Flórida

Juliana Miguel

As denominações brasileiras no sul da Flórida têm experimentado um crescimento considerável no número de membros. Algumas igrejas chegaram a aumentar em mais de 100% a sua quantidade de fiéis. Acredita-se que este aumento na procura pelos templos é fruto da grave crise vivida pelos imigrantes que sofrem com a severa legislação e, por isso, buscam as igrejas movidas pelo desespero.

O pastor Moisés Monteiro, da New Life Brazilian Christian Church, admite que recebe um grande número de pessoas que, devido a muitos problemas, buscam o auxílio da igreja. Ele, que também é presidente da Associação de Pastores do Sul da Flórida, afirma que as igrejas têm procurado cumprir o seu papel, representando o ponto de apoio dos imigrantes chamados de 'indocumentados'.

A igreja do pastor Moisés fica em Pompano Beach há 14 anos. Hoje, ela possui 500 membros e, o que mais surpreende, é que metade deles está na igreja há apenas um ano, quando os imigrantes começaram a ser mais perseguidos. O pastor explica que além de um lugar de apoio, a comunidade também representa um centro de atendimento e informações para os estrangeiros. A igreja costuma ajudá-los em mantimentos, suporte financeiro e cuidados médicos.

Mas não é só a Assembléia de Deus que atua como auxílio para os imigrantes da região. O pastor Silair Almeida, da Primeira Igreja Batista, declara que a sua igreja também investe no trabalho social junto à comunidade. A igreja batista, que integra a lista das 100 que cresceram mais rápido só em 2005 nos Estados Unidos, oferece aos membros um banco de empregos, projeto de cestas básicas e conselhos nas áreas jurídica, financeira e psicológica.

Fonte: Elnet

Igrejas enganosas crescem na África

Com objeto mágico, pastor dizia fazer milagres e é preso por enganar fiéis

Viviane Chaves

As autoridades africanas estão preocupadas com o aumento de igrejas dispostas a enganar a população. O caso mais recente aconteceu em Uganda. Segundo a polícia local, um pastor foi preso por ludibriar os fiéis com um acessório usado normalmente por mágicos.

Obiri Yeboah, que é de Gana, costumava usar um aparelho chamado “Eletric Touch” (toque elétrico), vendido em lojas de produtos mágicos. O apetrecho é anunciado como capaz de acender e apagar lâmpadas fluorescentes, mover confetes ou até dar choque em um voluntário.

Segundo o chefe de segurança do Departamento de Aviação Civil, Herman Owomugisha, o pastor usava o objeto para fazer com que as pessoas acreditassem que algum tipo de milagre estava sendo feito.

Owomugisha contou que Obiri Yeboah é dirigente de várias igrejas pentecostais de Uganda. De acordo com o chefe de segurança, o pastor ganhava muito dinheiro oferecendo cura para doenças ou ajuda divina para problemas financeiros.

A proliferação de igrejas que afirmam fazer milagres têm crescido em Uganda e preocupado as autoridades locais. Atualmente, muitas banalizaram as curas e anunciam de forma enganosa até a cura de graves doenças, como a Aids.

Fonte: Elnet

Sono atrasado

Web prejudica sono e rendimento escolar dos jovens, diz estudo

Juliana Miguel

Uma pesquisa da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), feita com adolescentes entre 15 e 18 anos, mostra que os jovens estão exagerando no uso do computador à noite e que esse hábito tem gerado distúrbios do sono e baixo rendimento escolar. Os pesquisadores entrevistaram 160 estudantes e concluíram que a maior parte costuma navegar na internet durante a noite.

O estudo concluiu que do total de jovens que usam o computador à noite, 76% navega na internet entre 17h e 6h e, ainda, que 90,4% deles freqüenta a rede nos fins de semana, das 17h às 3 horas da madrugada. Os resultados da pesquisa foram publicados no artigo "Uso noturno de computador por adolescentes: seu efeito na qualidade de sono", que foi incluído na edição de junho da revista “Arquivos de Neuro-Psiquiatria”.

O pesquisador Rubens Reimão declarou que, de fato, os adolescentes estão abusando do uso noturno do computador e, que devido a isso, eles perdem o sono da noite e não conseguem recuperá-lo durante o dia, o que faz com que tenham dificuldades para acompanhar as tarefas escolares.

Rubens afirmou que os pais desses alunos acham a popularização da internet positiva, por contribuir para manter os filhos em casa, longe das drogas e dos perigos da madrugada. Mas, apesar disso, a pesquisa mostra claramente que o excesso do uso da web pode ser prejudicial.

Fonte: Elnet

8/07/2007

Internet Sem Fronteiras


Como preservar os filhos dos perigos virtuais sem proibi-los de usufruir de seus benefícios

Juliana Miguel

Informações do mundo todo, em tempo real e 24h por dia. Essa é a principal função da internet. Mas apesar de a web oferecer uma gama de benefícios como rápido acesso a informações e pesquisas, nesse ambiente nem sempre a quantidade de informações está relacionada à sua qualidade. Orkut, blogs e MSN são apenas alguns dos múltiplos serviços oferecidos na rede que provocam muita euforia entre adolescentes e crianças e grande preocupação nos pais. Uma pesquisa do Conselho Nacional de Consumo do Reino Unido, realizada com crianças entre nove e treze anos, mostrou que os computadores tiram o tempo em família desses pré-adolescentes e que, devido a isso, eles são mais submetidos a anúncios e ao materialismo.

Uma outra pesquisa realizada no Brasil aponta que só no início deste ano, o país atingiu um número de 32,9 milhões de pessoas na faixa de 16 anos ou mais que têm acesso à internet. O principal motivo de preocupação para os pais é que, hoje, o uso da internet não é passível de controle. E se já é difícil impor limites dentro de casa, a situação torna-se cada vez pior quando sai dos lares e escolas e toma conta de outros ambientes, como por exemplo, cibercafés e lan houses. Esses espaços estão invadindo as cidades e conquistando a atenção dos adolescentes e crianças, que somam o maior número de freqüentadores assíduos desses locais.

Mas, apesar de o quadro ser preocupante, é preciso lembrar que os avanços tecnológicos só tendem a aumentar e os mais jovens serão os principais atores dessa realidade. O fato é que existe uma avalanche de informações na rede e que muitas delas não valem nada, mas por outro lado encontramos as que são realmente úteis. É aí que entra a necessidade de seleção do conteúdo, uma atividade difícil de ser feita pelas crianças e adolescentes, uma vez que são tomados pela euforia de compartilhar informações com outras pessoas que possuem interesses e idéias comuns às suas. Mas se o ambiente da rede é imprevisível, como saber que amigos e influências estão presentes na vida dos filhos?

Segundo a analista de sistemas Nice Figueiredo, a melhor maneira de controlar essa questão é dedicar uma atenção especial aos filhos, o que implica em compartilhar com eles esses amigos virtuais, acompanhar o seu comportamento no dia-a-dia familiar e dar liberdade com confiança, porém sem esquecer que os filhos devem respeito aos pais. Nice conhece bem essa realidade. Ela tem dois filhos, o Vinícius, de 20 anos, e o Bruno, de 22, ambos antenados com a web. A analista afirma que mesmo mantendo todas as suas atividades, ela sempre procurou estar ligada no que os seus filhos estavam fazendo. Existem estratégias que os pais precisam criar para afastar as crianças daquilo que não é bom. "Criar sua própria sala de bate-papo em casa, se importar com o que eles fazem quando estão sozinhos. Isso faz com que eles se sintam responsáveis pelos seus atos", garante.

No livro de Provérbios 22.6, a Bíblia ensina: "Educa a criança no caminho em que se deve andar e, até quando envelhecer, não se desviará dele". Muitas vezes, as estratégias e tentativas parecem ser frustradas quando se trata da educação de crianças e adolescentes, mas a Palavra de Deus ensina que a criança deve ser educada para obedecer aos pais. O que acontece atualmente é que com o excesso de atividades e a enxurrada de avanços tecnológicos, muitos pais deixam de repreender os filhos, colocando-os à mercê das informações da mídia, que hoje já é conhecida e utilizada por muitos como uma 'babá eletrônica'. A publicitária Ingrid Leão conta que, por várias vezes, já foi confrontada pelos filhos João Pedro (16) e Camila (12) sobre assuntos polêmicos que circulam na rede. Para a publicitária, a melhor opção é ter uma conversa franca com os filhos e ensiná-los a respeitar o que a Bíblia diz sobre determinados assuntos.

"Meus filhos sempre tiveram liberdade para assistir a programas de TV, navegar na Internet e conhecer as coisas que as pessoas julgam erradas. Quando o João Pedro teve interesse em saber mais sobre drogas, não me fiz de rogada. Falei sobre o assunto, mostrando que no Brasil é considerado ilegal e que não é bom para a saúde. Quando a Camila quis saber sobre sexo, sentei com ela e expliquei tudo o que achava que sua cabecinha podia absorver. Meus pais me deram uma excelente educação e eu nunca fiz nada escondido, pois o diálogo era constante dentro de nossa casa. Nasci num lar evangélico e nunca me afastei de Jesus para experimentar 'o mundo' porque dentro da minha casa recebi todo o aparato necessário para perceber que Jesus é maravilhoso e que as coisas que o mundo oferece são ilusões. Por essa razão, procuro mostrar aos meus filhos aquilo que diz o apóstolo Paulo no livro de 1 Coríntios 10.31: 'Quer comamos, quer bebamos, façamos tudo para glória de Deus'. É assim que devemos educá-los e ensiná-los. Que nascemos e vivemos para o louvor desse Deus maravilhoso".

Quando a criança passa a entender o que deve ou não fazer, ela, conseqüentemente, irá selecionar quais sites, portais, salas e chats irá freqüentar. Além desse trabalho de conscientização, também é papel dos pais selecionar que tipo de ambientes o filho deve estar e impor os limites necessários. Nice Figueiredo conta que embora dê liberdade aos seus filhos, como mãe ela precisa estar ciente de tudo o que eles fazem. "Os pais precisam manter o controle; quem dita as regras somos nós e não os filhos e, sem essa de que com isso vamos tirar a liberdade e tudo o mais. Tem de haver regras e, se elas são quebradas, há sempre o velho e útil castigo".

As regras valem também para serem aplicadas em relação ao tempo gasto no computador. Tudo em excesso é prejudicial, até mesmo informações e entretenimento. Pesquisas mostram que muitas crianças preferem navegar na internet, ocupando a mente com vídeos e games eletrônicos, do que desfrutar do tempo com os pais. O estudo feito pelo Conselho de Consumo do Reino Unido apontou que as crianças que se tornaram materialistas por conta da grande quantidade de tempo gasto na web eram mais prováveis que outras a discutir com sua família, não ligar para a opinião de seus parentes e sofrer de baixa auto-estima.

A psicopedagoga Marlene Souto afirma que teve muitas dificuldades para controlar o tempo gasto pela sua filha na web. "Desde bem pequena a Nathália aprendeu a mexer no computador. Quando entrou na adolescência, ela varava as noites na frente do micro. Não satisfeita, passou a freqüentar lan houses. Percebi que se tratava de uma fase e que ela ia porque as amiguinhas estavam todas lá. Mas, como sei que filho pede limites desde pequeno, procurei contornar a situação mostrando os prós e os contras. Hoje, consigo administrar bem essa questão e ela já não fica tanto tempo navegando na internet".

Mantendo o controle
As táticas de mercado e campanhas publicitárias estão investindo, cada vez mais e com toda força, em mentes frescas e abertas como as dos jovens. Diante disso, os pais precisam desenvolver um trabalho intenso e eficiente para que seus filhos não se contaminem com a avalanche de informações desnecessárias que recebem. Embora a aplicação de regras e a constante supervisão sejam fatores eficazes no controle do acesso dos filhos a determinados assuntos, existem também estratégias práticas para a obtenção de resultados.

Especialistas da área de informática afirmam que, hoje, já existem vários métodos técnicos que os pais podem utilizar para manter os filhos longe daquilo que é inútil. Serviços de bloqueios de portais e filtros de determinadas informações já podem ser encontrados em alguns sites que se dedicam especificamente à criação de softwares pessoais, que podem controlar o acesso daqueles que tentam burlar as regras. Quando se trata da educação dos filhos, até mesmo as medidas enérgicas são eficazes para a obtenção de resultados. No livro de 1 João 5.19 está escrito: "...O mundo jaz no maligno" e, por isso, a busca dos pais pela orientação de Deus deve ser constante para que seus filhos se mantenham longe das investidas do mal.
Fonte: Elnet

A Nova Era e o Cristianismo

Jeferson Antonio Quimelli

Mateus - 24 - 24 : 24

Os propagadores do movimento Nova Era têm como uma de suas propagandas a insinuação de que este movimento:

– Não é uma religião; é um movimento que unirá todas as religiões (vem daqui o pressuposto muito comum hoje em dia de que todas as religiões são boas, porque todas levam a Deus);

2 – É uma evolução das religiões, do pensamento humano; Atribuem a quem não comunga com seus pensamentos o rótulo de conservadores retrógrados;

3 – Ajuda as pessoas de cada religião a viver melhor as suas religiões; Ajudaria melhor os cristãos a viver o seu cristianismo.

Para considerarmos estas afirmações, mesmo que superficialmente, temos que analisar alguns pontos:

1 – Toda filosofia que tende a aproximar o homem da divindade – religar – mesmo que se suponha esta divindade dentro do próprio homem, como falam algumas correntes, é uma religião;

2 – A Nova Era não é uma evolução de filosofias ou estado espiritual do homem. A sua filosofia básica: a de que podemos evoluir constantemente, até chegarmos a ser divindades foi apresentada pelo inimigo, no Jardim do Éden a Eva: "Sereis como Deus" e "certamente não morrereis";

3 – Não existe comunhão possível entre o cristianismo puro e a Nova Era. Isto pode ser demonstrado pela diferença entre as fontes de suas doutrinas, sobre o que cada linha de pensamento fala sobre Jesus e as próprias palavras de Jesus, principalmente sobre o futuro próximo do Mundo

FONTE DAS DOUTRINAS

A Nova Era não tem líderes, porém o seu pensamento é uniforme em todo o mundo, porque a inspiração de sua filosofia é a mesma em todas as correntes espiritualistas, seja ela descrita como sendo espíritos iluminados com maior evolução, ou espírito dos mortos;

O cristianismo tem sua base de sustentação na Bíblia; Esta se estudada, séria e objetivamente, mostrará que os mortos não tem consciência, que o povo de Deus não deve consultar necromantes (espíritas), videntes, astrólogos e que as únicas entidades espirituais que poderiam assumir o papel de espíritos desencarnados seriam os anjos caídos, em sua vontade de enganar e desencaminhar as pessoas do relacionamento puro e verdadeiro com Deus.

As pesquisas teológicas sérias tem mostrado a unidade da inspiração – divina – da Bíblia e como ela não teve alterações significativas nestes milhares de anos desde sua escrita original. Isto está sendo corroborado agora pelas pesquisas nos Manuscritos do Mar Morto onde livros inteiros do Velho Testamento - transcritos aproximadamente na época em que Jesus viveu entre nós - estão sendo recuperados e constatados serem o que nós temos nas nossas Bíblias. Deus conservou a Bíblia mesmo na Idade Média e na Idade da Razão (revolução francesa,...), quando ela foi deliberada e extensivamente atacada.

Outros fatores de prova da inspiração divina da Bíblia são as predições de acontecimentos que viriam a acontecer e realmente aconteceram como a Bíblia registrou.

A maior prova, entretanto, da inspiração divina da Bíblia está no poder que suas palavras tem de transformar vidas humanas.

QUEM É JESUS

Nos ensinos da Nova Era, a palavra Cristo quer dizer "iluminado". Assim equiparam Jesus Cristo a Buda, a Maomé e a outros, chegando mesmo a falar que Jesus Cristo teria sido um espírito iluminado de escala menor, que foi conduzido por um espírito iluminado de escala maior, Maitreya.

Após Ter a pessoa Ter se interessado – através da adaptação de algumas das palavras de Jesus - pelos ensinos da Nova Era, ele é levado a fundamentar a sua filosofia nos gurus da Nova Era, espíritos ou médiuns: Helena Blavatski, Alice Bailey, Saint-Germain, e outros. A partir deste ponto as palavras de Jesus Cristo passam a valer cada vez menos. Principalmente as advertências.

Na verdade, o significado bíblico da palavra Cristo é "o ungido". Como eram os reis e sacerdotes da época bíblica. Indica que Jesus Cristo é o único rei e sumo-sacerdote; poderoso e único intercessor entre o homem e a divindade (Atos 4:12 - "E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, em que devamos ser salvos.")

AS PALAVRAS DE JESUS

Todas as filosofias e religiões englobadas pela Nova Era são unânimes em prever um futuro brilhante para o Mundo, cada vez melhor, contínua e progressivamente.

Atos de unificação e concórdia mundial já estão sendo creditados ao novo líder, Maitreya, que está sendo esperado como o líder da Era de Aquário (indicação de continuidade).

Nosso Senhor Jesus Cristo declarou em Seu sermão profético, em São Mateus 24 e 25 e em São Lucas 21 que no período do fim do mundo aconteceria:

* O aparecimento de falsos profetas (Mat. 24:24);

* Que estes falsos profetas dizendo ser Cristo, enganariam quase todo mundo (Mat. 24: 4, 5, 11 e 24);

* Que muitos que "professavam" ser seguidores de Jesus, na verdade não o eram e seriam rejeitados por Ele, quando do Seu retorno à Terra.

* Que os falsos cristos apareceriam em vários lugares – Mat. 24:26 - (podemos ter certeza de que hoje seria também em cadeia global de rádio e TV), mas que somente o verdadeiro apareceria no Céu visível como um relâmpago para todos ao mesmo tempo, na Terra (Mat. 24:27; Luc. 21:27).

* Uma ruptura/descontinuidade da história do mundo; os justos serão levados para o Céu com Jesus (Mat. 24:31). Os mortos bons ressuscitarão, como diz São Paulo nos lindíssimos versos de II Tessalonicenses, cap. 4. Portanto não poderão estar desencarnados, nem Ter reencarnado.

CONCLUSÃO

Estas ocorrências nos devem levar a Ter uma postura séria sobre os fatos que estão a ocorrer e a importância de:

* separar o erro da verdade;

* nos preocuparmos agora com nosso destino de conseqüências eternas (que poderá estar muito próximo, pois a morte, infelizmente, pode estar na próxima esquina);

* ajudar outros a terem uma visão mais aberta e esclarecida sobre os movimentos místicos de final de milênio.

Um dos conselhos mais significativos de Nosso Senhor Jesus Cristo para quando virmos estes fatos começarem a ocorrer está registrado em Lucas 21:28: "Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima".

O apóstolo São Paulo em I Coríntios 2:9 descreve que não podemos nem ao menos imaginar as coisas que Deus preparou para nós, no futuro, de tão boas que são ("Mas, como está escrito: As coisas que olhos não viram, nem ouvidos ouviram, nem penetraram o coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam."). Esta afirmativa deveria nos fazer refletir seriamente sobre a importância de conhecermos realmente a Deus - como só a Bíblia pode fazê-lo - através de Jesus e estabelecermos uma relação de companheirismo e comunhão com Ele através da oração.

Temos tudo a ganhar ou a perder. E o que ganharemos começa com uma nova vida, mais feliz, logo aqui, agora.


Fonte: Sermão

8/06/2007

Barra de Ferramentas Home Studio

Ouça as melhores rádios, tenha acesso imediato a Globo Vídeos, faça pesquisas, veja o tempo em sua cidade e muito mais com a barra de ferramentas Home Studio, adicione já no seu navegador, clique na imagem para instalar, 100% livre de vírus e spywares.



8/05/2007

A linguagem dos jovens na pós-modernidade

Flávio Lages Rodrigues

Os jovens e adolescentes tem toda uma maneira de se expressar. Entre eles não há nenhum problema com a subtração das palavras, pois elas diminuem em número silábico, mas não perdem seu sentido entre eles. Como exemplo basta observar o pronome de tratamento 'vossa mercê', que posteriormente passou a ser 'vosse mercê', depois virou 'vós mercê', chegou a 'você' e atualmente pronuncia-se apenas 'cê'.

Na era 'digital' e do chamado 'fast food', o tempo é cada vez mais escasso e com isso tudo tende a ficar mais superficial e rápido. Não há tempo a se perder com muito'blá, blá, blá' e a linguagem também sofre grandes ataques em sua morfologia. Há bem pouco tempo atrás os filhos tomavam bênção dos pais, tios e avós, quando chegavam ou saiam de casa ou quando se encontravam em qualquer lugar. E tudo era de forma bem cúltica e ritualizada, no entanto, hoje os pais são chamados de forma bem diferente das gerações anteriores: o pai é chamado de 'véio' e a mãe é 'veia', independente da idade de ambos.

Nessa relação entre pais e filhos há uma grande diferença e conflitos que se vê entre as gerações. É bem provável que a leitura da Bíblia sobre o amor de Deus pelo mundo seja assim na próxima geração: 'aí véio! Deus indoidô com a galera de todo mundo, que mandô seu único fio, pra o que crê, sê feliz pra sempre'. ( João 3.16 ). Isso ainda poderá variar de região para região do Brasil, já que as gírias também mudam de uma região para outra.

O rock é um bom exemplo da linguagem pós-moderna, assim como o hip-hop, funk, o soul , a black-music e outros estilos, que transmitem as mais variadas mensagem de forma cantada. O rock, assim como todos os estilos culturais com seus ritmos tem toda a sua forma peculiar de comunicar o evangelho de Cristo na língua do que ouve. Essa variedade de línguas leva a mensagem de Cristo 'a toda a criatura' (Marcos 16.15). Do mesmo modo, que existem várias línguas ao redor do mundo, e em cada uma delas o evangelho é pregado, sem com isso impor a língua do missionário e sua cultura, assim também ocorre com as tribos urbanas que recebem o Palavra de Deus em sua língua.

Na confusão de línguas na torre de Babel ocorreu a soberba do homem. 'Por isso, se chamou o seu nome Babel, porquanto ali confundiu o Senhor a língua de toda a terra e dali os espalhou o Senhor sobre a face de toda a terra.' (Gêneses 11.9). Neste caso é bom notar que a diversidade cultural e a linguagem não foram problemas mas sim a soberba e a desobediência humana.

Também sobre a linguagem e tanto na fala como na audição, verifica-se o milagre que se produziu em Jerusalém. 'E todos foram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem'. (Atos 2.4).
Para levar o evangelho de Cristo a todas as tribos urbanas é necessário conhecer a linguagem e a cultura do grupo. Da mesma forma ocorre com o rock, pois ele pode ser usado como instrumento de evangelização em sua linguagem e estilo próprio, alcançando assim os objetivos específicos que são: vidas transformadas e rendidas aos pés de Jesus Cristo. A linguagem não pode ser barreira para pregar o evangelho e na sua diversidade e pluralidade, a igreja deve entender que o Espírito Santo está atuando e renovando, não somente a língua, o ritmo e o estilo, mas todas as coisas.

Se 'o Espírito sopra onde quer' (João 3.8 ), como poderíamos limitá-lo a uma língua, estilo musical. Etnia, cultura ou classe social? Enquanto muitas pessoas discutem e entram em debates que não levarão a nada, muitos jovens estão indo para o abismo espiritual, e por que não dizer para o inferno. Dessa forma, conseguimos entender o grande amor de Deus, que não se limita a uma linguagem, o amor de Deus não está acessível a linguagem ou signos humanos apenas, ele é maior e transcendente, no entanto está disponível a todo o mundo. (João 3.16). E isso foi o que assustou todos os estrangeiros que estavam em Jerusalém. 'Como pois os ouvimos, cada um na nossa própria língua em que somos nascidos?' (Atos 2.8).

Jesus Cristo sendo Deus se fez 'homem e habitou entre nós' (João 1.14), Ele viveu em uma cultura, se vestiu como os homens de seu tempo, comeu, sorriu, trabalhou, chorou, bebeu e louvou a Deus como eles. Se Ele sendo Deus usou todos os elementos da cultura e esteve com os perdidos e marginalizados de sua época, como podemos nos achar tão santos e separados para não atuar no mundo, discriminando alguns grupos e criando outros? E como podemos dizer que atuamos no mundo como agentes do Reino de Deus sem buscar transformação e renovação de todos os homens?

Portanto devemos ver que para Deus não há limites para salvar o homem, seu amor incondicional é 'piração' para muitos. Deus não chama os melhores para realizar a sua obra, Ele chama os piores para fazê-la e isto que confunde muitos que se acham justos aos seus próprios olhos. 'Não necessitam de médico os que estão sãos, mas sim os que estão enfermos. Eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores, ao arrependimento.' (Lucas 5.31-32).

>>>>>

Flávio Lages Rodrigues é formado em Bacharel em Teologia e é Pós-Graduado em Teologia Sistemática pela FATE-BH. É autor do livro 'O ROCK NA EVANGELIZAÇÃO', pela MK editora. Atualmente tem ministrado junto as Igrejas e Comunidades em geral como baterista da banda e Ministério Post Trevor e é um dos líderes do Ministério Planet Youth da Igreja Batista da Lagoinha, que é também voltado para as 'tribos urbanas' junto à cena Alternativa e Underground e na prática de esportes radicais como skate e patins.

Fonte: Elnet

Novo CD do Ellas chega ao mercado trazendo de volta o estilo black music do grupo

Betânia, Roberta e Valéria Lima: sempre inovando

Um retorno as raízes. Assim pode ser definido o novo trabalho do Grupo Ellas - Quem Ora Não Erra - quarto trabalho do trio pela MK Music, que acaba de chegar ao mercado. O álbum traz de volta a identidade musical das irmãs Valéria, Roberta e Betânia Lima, que nos primeiros dois CDs, Eterna Graça e Compromisso, apresentaram trabalhos recheados de soul, funk, charme e outros ritmos. Já no terceiro CD, Tempo Kairós, o grupo surpreendeu ao gravar músicas no estilo adoração e louvor. Agora, elas retomam o estilo com ritmos eletrônicos bem característicos do grupo.

Moderno e com ritmos que vão do black music ao hip hop , o álbum vai agradar quem curte um balanço com letras inspiradas na Palavra de Deus. O grupo destaca a música que dá nome ao CD “Quem Ora Não Erra”, composta por Betânia, que fala sobre as bênçãos na vida daqueles que reconhecem sua dependência em Deus. “Esta canção é uma maneira de mostrar às pessoas que temos que colocar todas as nossas ansiedades, aflições e angústias, enfim, nossa vida diante do Senhor. Isso através de muita oração e consagração”, afirmam.

O CD, que tem 13 canções (entre elas um medeley), é assinado pelo produtor musical Wagner Carvalho, o Waguinho. Segundo ele, "trabalhar com o Grupo Ellas é uma bênção, visto que são pessoas maravilhosas, completamente rendidas aos pés do Senhor, que compreendem e sabem trabalhar em equipe". Tanto carinho, rendeu uma surpresa por parte do produtor ao grupo. A música 'Milagre', comporta por Betânia, especialmente para o pai, seu José Roberto - que faleceu no ano passado - ganhou uma adaptação. "Seu Roberto, que era um homem de Deus e grande incentivador do ministério das filhas. Ele participou do primeiro CD delas, o "Eterna Graça". Como a música "Milagre" é uma homenagem das meninas a ele, consegui colocar o trecho da canção que ele gravou anos atrás nesta música. Nem elas sabiam e, só descobriram quando fomos fazer a audição final. Foram momentos muito lindos, e elas ficaram bastante emocionadas. Tenho certeza de que vai emocionar a todos os que ouvirem", garante.

O grupo assina embaixo e revela que o trabalho foi feito com muita oração e obediência ao Senhor. "Sabemos que Deus habita no meio dos louvores e, por isso, nós nos preocupamos sempre em fazer o melhor para agradar o Seu coração. Mas, o que mais tem marcado nossa caminhada e o que nos alegra é saber o que Deus tem feito na vida das pessoas através do nosso ministério. É para isso que nascemos, para o louvor da Sua glória e para fazer a Sua vontade. Que esse CD seja mais um canal dEle para abençoar vidas". Então, como quem ora não erra, o sucesso é garantido!

Fonte: Elnet

Tribunal europeu dá vitória a pastor evangélico

Desde 2002 a igreja dele teve negada a permissão para conduzir cultos de adoração em um parque na cidade de Chekhov (região de Moscou) e de promover qualquer outro evento público. "O Tribunal europeu solucionou o assunto", disse o pastor.

A menos que ocorra apelação, o veredicto final está marcado para o dia 26 de outubro deste ano. Até 26 de janeiro de 2008, o governo russo terá que fazer o pagamento de uma indenização no valor de 6000 euros (R$ 18 mil).

Segundo o pastor Petr Barankevich, a compensação financeira não é o “importante” nesse momento e sim a confirmação de seus direitos.

O Tribunal Europeu de Direitos Humanos não foi convencido pelo argumento do governo russo de que era necessário restringir a liberdade de Petr Barankevich na promoção de reuniões religiosas "pela proteção daqueles que ele estava tentando supostamente converter".

Com base no artigo 9º da Convenção, o Tribunal destacou que a "liberdade para manifestar a religião da pessoa inclui o direito de tentar convencer o seu vizinho” e que há “liberdade para mudar a religião da pessoa ou sua convicção”, caso contrário a lei seria letra morta.

Leia aqui a íntegra do texto original, em inglês

Fonte: Adoradores

Estado do Rio recebe a maior feira cristã do país

Durante quatro dias a cidade de Angra dos Reis receberá o maior evento de música gospel e grande feira de produtos cristãos. Em sua segunda edição, a Angra Expo 2007 será palco para os principais cantores gospel do país como: André Valadão, Aline Barros, Fernanda Brum entre outros. Além de trazer evangélicos de várias denominações e 90 expositores. De 30 de agosto a 2 de setembro, o Cais Santa Luzia se transformará num pólo de compras, shows, eventos e espaço de relacionamentos voltado para o público em geral.

Assim como no primeiro ano a aproximação entre todas as igrejas evangélicas da cidade é a marca desta 2ª Edição da Angra Expo. A feira ocupará uma área de 15 mil metros quadrados, incluindo auditório, área de shows, praça de alimentação e espaço para capacitação de liderança.

- Ampliar o leque de produtos e serviços a serem oferecidos ao público cristão, de forma que eles tenham acesso ao que há de mais moderno no mercado é o propósito da Angra Expo - relata o Coordenador Geral do evento, o Pastor Edison Bezerra.

Na abertura oficial da feira, no dia 30 de agosto, a Angra Expo reunirá empresários, pastores e líderes, artistas, autores, livreiros, editores, autoridades civis, representantes de gravadoras, distribuidores e a imprensa nacional, com o objetivo de integrar e confraternizar todos os presentes. Nesse dia um grande culto será ministrado, marcando o início da feira.

Em 2007 a Angra Expo, traz a uma novidade: a interação com o 3º Setor, trazendo algumas instituições que se dedicam a trabalhos de inclusão social como: creches, terceira idade, recuperação de dependentes químicos, orfanatos, tratamento médico, dentário, entre outros.

Angra Expo 2006
Segundo os coordenadores, no ano passado foi necessário um esquema especial de trânsito, pois foram muitos os pedidos de entrada de ônibus na Secretaria Municipal de Turismo, para atender caravanas vindas de todas as partes do país. Os hotéis da cidade ficaram lotados durante o evento.

Serviço:

ANGRA EXPO 2007
Local: Angra dos Reis – Cais Santa Luzia - Centro
Data: 30 de agosto a 02 de setembro de 2007
Informações à Imprensa: Adriana Santiago, Aline Garcia e Fábio Amaral
Minas de Idéias Comunicação Integrada
(21) 3473 1283 / 2558 3751 / 9221 6749 / 9354 3338 / 8263 8015

Fonte: Adoradores